Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2007

Vocacional

(o texto a seguir me deixa tão desconfortável quanto uma moça que vai numa consulta ginecológica e descobre que o seu médico vai usá-la como material didático para sessenta jovens estudantes de medicina - e a moça tem certeza que os estudantes vão achar a vagina dela muito, muito estranha)

Todo artista deveria fazer o que sente. Se cantor, cantar o que sente. Se pintor, expressar o sentimento mais forte em cada tela. Escrevendo crônicas ou contos, como eu faço lá de vez em quando, nem sempre isso acontece. Não dá pra sentir tanta coisa pra acompanhar o ritmo em que eu gostaria de escrever, ou fazer qualquer outra coisa.

O problema maior é que eu exijo muito de mim. Faz quase um ano que eu faço terapia e eu ainda não aceito muito bem a idéia de não ser perfeito em tudo, ou de nem todo mundo gostar de mim – e tem muita gente não gosta, mas pelo menos agora tentar mudar a opinião dessas pessoas não é o pensamento mais corrente na minha cabeça. Sabem aquela música do Kid Abelha, que diz “eu…