Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2007

Olho mágico

Três batidas seguidas na porta. Ela corre uns passinhos e anda normalmente o resto do caminho. Abre a porta sem olhar o olho mágico antes, primeiro por já saber quem é, segundo porque ele sempre dançava para o olho mágico. Sempre. Ela, lógico, achava constrangedor.
- Boa tarde, Eridí!

A Eridiane ia reclamar que odiava que a chamassem de Eridí, mas não teve forças. Comparada à roupa do namorado, a dança pro olho mágico não chegava ao “C” de uma escala alfabética de constrangimento. A roupa seria, no mínimo, um sólido e constrangedor “T”. Era situação recorrente no casal um se sentir constrangido por algum comportamento do outro.
- Que é isso, Ricardo?!
- Pra festa, ué.
- A festa é daqui a cinco horas!
- Mas eu ia ter de vir pra cá, e daqui pra festa, e não ia ficar trazendo roupa pra trocar e depois destrocar, muito trabalho à toa.

Ele passa por ela e caminha em direção ao sofá. Ela vira para o lado dele e cruza os braços.
- Aí você resolveu vir vestido de palhaço em plena luz do dia?
Ele che…

Legendas e Gerações

Morava com os avós e um primo, a empregada vinha em alguns dias da semana. Os avós não teriam a companhia dos netos se não fosse a faculdade estadual que se instalara na cidade. Talvez preferissem que a faculdade nunca tivesse sido aberta, ou que falisse de uma hora para outra. Aceitaram os netos de favor, porque os filhos nunca puderam fazer estudar e cobravam isso dos pais. Era como uma compensação pelo passado.

O fato é que o encontro de gerações era um péssimo encontro. Era um encontro daqueles que você descobre que a outra pessoa guarda todas as unhas que já cortou na vida num saco de lixo preto dentro do guarda-roupa, e ainda come algumas de vez em quando e que o gosto é de frango. Os avós discordavam dos netos quanto ao horário de dormir, de acordar e de ficar nessa maldita externet.

Quando assistiam TV juntos, ele e a avó, ele ficava irritado só pela presença dela. Claro que ela perguntar o final de cada legenda que fosse mais comprida também ajudava a irritar. Ele passou a igno…