26.3.08

Motivação

Magda admirava a avó como só a avó poderia ser admirada. Negra, alta, imponente e doce, muito doce, casou com um jovem empresário quando moça e, hoje viúva, passa os dias conversando com a neta - e retribuindo a admiração: adorava ver que sua paixão resultou, tantos anos depois, na criança que escutava suas histórias tão atenta.
- Vovó, como a senhora conheceu o vovô?
"Boa história", pensou a avó. Sentou-se ao lado da neta para contar.
- Bem, quando eu vim para a cidade, era muito ingênua, Magda. Eu pensava que seria como era no interior, na cidade onde eu cresci. Você pedia um emprego, ganhava, e se trabalhasse bastante, ficaria rica. Mas não foi assim. Cheguei querendo estudar, querendo tanta coisa, e tudo era tão difícil, Magda, tão difícil... Não fosse a ajuda de uma pessoa, eu ia até acabar dormindo nas ruas.
"Lá vem alguma história heróica", pensou Magda, "a vovó é admirável", e pediu:
- E essa pessoa era o vovô?
- Não, mas me levou a conhecer o seu avô. - fez uma pose, como se visse as cenas novamente, assim como foram, mas cobertas em um tom branco esvoaçado que confere solenidade aos flashbacks - Era uma sexta-feira, eu tinha pedido emprego aquela manhã toda e, como no resto da semana, não tive sucesso. Parei para comer num boteco e um homem se aproximou.
- E esse homem era o vovô?
- Calma, Magda. - Voltou à pose de flashback - Se chamava Antenor, era velho, me pediu se eu estava triste, e eu confirmei e falei o porquê, e ele me disse que era palestrante motivacional e que palestraria em um colégio próximo dali aquela noite. Falou que para mim a palestra seria de graça e que seria muito útil para o meu futuro.
- E a senhora foi?
- Hesitante, mas fui. Aquela palestra mudou a minha vida.
- Lá a senhora conheceu o vovô?
- Ainda não. Acontece que esse Antenor era procuradíssimo. Um gênio da motivação, diziam. Falou por alguns minutos, depois levou toda a platéia para fora, onde uma árvore estava cercada por arbustos e mais arbustos, e disse "Aquela árvore representa o sucesso, tentem chegar ao sucesso" e todos pulamos para dentro dos arbustos, e tentávamos tocar a árvore e nenhum de nós conseguiu. Antenor nos mandou voltar e disse "O que mudaria em suas vidas tocar essa árvore? Essa é a minha concepção de sucesso. Cada um de vocês precisa saber que o sucesso está em todos os lugares. Ninguém precisaria ter tocado a árvore, e sim aproveitado a oportunidade que tinha na mão e apenas observado a beleza da árvore, ou tentado pegar alguma fruta, ou tirado uma foto. O sucesso está em todos os lugares, ninguém precisa sofrer tentando alcançá-lo. Basta aproveitar-se de tudo o que está à mão." Todos aplaudimos.
- E depois a senhora conseguiu emprego?
- De certa forma, sim. Antenor me chamou em particular depois da palestra e começou a dar em cima de mim. "Basta aproveitar-se de tudo o que está à mão", lembrei-me, e me ofereci para passar a noite com ele em troca de algum dinheiro.
- Vovó! - Magda, repreendendo.
- Era pouco dinheiro, se você visse o quanto ele estava acabado.
- Vovó! - a neta pensando em tapar as orelhas e sair correndo.
- E quando passávamos a noite, ele gritou doído e morreu dentro de mim.
- Oh, vovó! - era informação demais.
- Lembrei-me mais uma vez: "Basta aproveitar-se de tudo o que está à mão", e peguei sua carteira, algumas peças de roupa, enfim, tudo de valor. Chamei uma ambulância e fui embora. No dia seguinte, saí para tentar vender o que tinha pego do Antenor. Foi aí que conheci seu pai.
- Avô.
- Isso, avô. Vendi algumas das coisas para ele, ele se apaixonou por mim, e nos casamos rapidamente.

A avó levantou-se, abriu uma gaveta e dela tirou uma pequena caixa forrada com veludo. Sentou-se novamente e a abriu diante da neta, que levou um susto.
- Vó, isso é um olho!
- Um olho de vidro, Magda, não é de verdade. Era de Antenor, foi do seu avô e agora será seu.
- Vovó, eu não quero isso! - Magda nem olhava para o olho, de tanto nojo. "Como a avó poderia querer dar um olho de presente, credo!"
- É um olho muito bonito. Vamos, Magda, eu até te dou um desconto!

A neta arregalou os olhos e saiu da cozinha lentamente. Melhor conferir se a avó estava tomando os remédios direitinho.

10 comentários:

  1. hUAhuHAuhUAhUHAuHAUhUAHuAHuh

    Que história mais macabra! HAUhUAHuHAuhUAhUHAuHA

    ResponderExcluir
  2. oahoua
    Meooo
    muito loco

    show de bola o blog

    Teh +

    ResponderExcluir
  3. nunca vi um olho de vidro :/
    demais, flavitcho :D

    ResponderExcluir
  4. Essa é a avó admirável?
    Admirável mundo novo...

    ResponderExcluir
  5. Kimota6:23 PM

    maneiro o teu blog...

    ResponderExcluir
  6. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...


    Muuuito legal...
    Mas vovó... Kkkkkkkkkkkkk...


    realmente eu não percebi o "facinante" =D
    Valeu, hein!

    Detalhe: tu também és flavitcho.. =O

    o/

    ResponderExcluir
  7. Anônimo5:29 PM

    -acordei meio confuso ouvindo umas vozes abri os olhos e olhei ao meu redor eu estava deitado em uma rede parecia que eu estava dentro de uma cabana as paredes eram todas de troncos de arvores e o teto era forrado com bananeiras avia um homem que pronunciavas umas palavras que eu nao conseguia entender avia tambem duas mulheres uma velha e uma mais jovem muito bonita ao meu lado me olhando fixamente la fora eu ouvia sons que me parecia de crianças brincando de repente a mais velha começou a gritar. - meu filho, meu filho despertou de repente a cabana estava abarrotada de gente quem eram aquelas pessoas o que eu estava fazendo ali naquele lugar? mil perguntas passava em minha cabeça a moça que estava ao meu lado de repente se inclinou e me beijou na boca como se fosse a coisa mais normal ,-quem e voce?quem sao essas pessoas? perguntei ainda meio confuso -sou eu Sara sua mulher voce nao esta reconhecendo veja sua mae tambem esta aqui, disse ela apontando em direçao da senhora que gritara e avia me chamado de filho - mae!!! mas a minha e outra e voce nao e a minha esposa aonde eu estou? onde esta minha filha? -kael nos ainda nao temos filhos - eu tenho uma filha e o nome dela e Ingrid e o nome de minha esposa e Patricia,-kael foi tudo um sonho voce esta em sua casa voce esteve dormindo exatamente dezoito dias Lembra da fruta que voce comeu a fruta de Nemeia- fruta! que fruta? e quem e esta Nemeia ? -a bruxa do pantano voce esteve la e se perdeu e acabou comendo desta fruta amaudiçoada por Nemeia mas agora graças adeus voce esta bem! veja o druida gorko ele fez algumas magias e deu certo . disse ela se referindo ao velho que pronunciava as palavras que eu nao entendia,- nao !nao pode ser eu melembro que ontem cheguei em casa do trabalho como todos os dias depois tomei banho ajudei minha filha na liçao de casa e jantamos e ficamos conversando eu e minha mulher e fui dormir e depois acordei aqui, -foi tudo um sonho -disse o tal druida- na verdade dezoito dias que voce viveu sobre o efeito da fruta de Nemeia equivale a mais ou menos quarenta anos deste mundo de sonho que voce esteve vivendo mas agora voce esta de volta ao mundo de asturnia ,-asturnia e esse o nome dolugar em que estou agora- sim asturnia disse o homen -kael como era o mundo de sonho em que voce esteve vivendo? perguntou -eu me levantei sai para fora da cabana olhei em volta era tudo tao confuso so avia cabanas e mais cabanas e ao longe so se via flOrestas muitas florestas -entao se e verdade tudo isso entao eu nao vou mais ver minha mulher minha filha minha familia, as pessoas que eu conheço?-kael eu sou sua mulher ;disse sara chorando toda a sua familia esta aqui a onde quer que seja que voce esteve quando estava dormindo sob o efeito desta fruta fique sabendo que eu estive todo o tempo aqui do seu lado esperando voce acordar e sua mae tambem -veja seus irmaos estao chegando,-nisso chegou agumas pessoas a cavalos,- minha suposta mae se aproximou de minha mim e disse -estes sao seus irmaos voce se lembra? este aqui e o mais novo o seu nome e Kir - o rapaz que nao tinha mais que 15 ou 16 anos me abraçou e disse-eu sabia que voce acordaria eu fiz uma promessa de cassar um rinoceronte adulto se voce acordasse- rinoceronte !!mas em que lugar do mundo afinal eu estava?este e Amoh o segundo mais velho depois de voce- este tambem chegou se para perto de mim e me abraçou muito e me entregou um cordao tinha alguns dentes pendurado no cordao dentes muitos grandes .-sao dentes de crocodilos disse ele veja apontando para o cavalo realmente avia algumas carcaças de crocodilos ou jacares em cimas dos cavalos- hoje vamos ter uma maravilhosa festa do crocodilo na brasa estivemos cassando por tres dias eu e nosso irmao e nossos amigos voce se lembra deles disse ele me apontando para os outros quatros homens eu acenei com a cabeça que nao e ele repondeu-nao se preocupe meu irmao tudo vai voltar ao normal logo ,logo voce voltara a se recordar de tudo.-meu deus nao podia ser alguma a pegadinha era tudo tao autentico as pessoas o lugar tudo estava na ordem eu achava que ainda estava dormindo e que tudo aquilo era um sonho e logo o despertador ia tocar e eu acordaria para ir trabalhar como todos os dias comecei a me beliscar e vi o sangue brotar do meu braço tao forte o beliscao que dei em mim mesmo, so ai eu pude encarar a realidade eu tenho muito medo de sangue se eu sonhasse com sangue eu acordaria na certa. tenho pavor de sangue desde criança.-comecei a me dar conta que eu nao voltaria mais a ver mimha filha a minha mulher; a minha familia de verdade, pelo menos a que eu conhecia-perguntei ao druida o que aconteceria se eu comesse novamente da fruta ele me respondeu que sertamente eu voltaria ao mundo dos sonhos mas nao soube me explicar se eu voltaria exatamente para o mesmo mundo ou minha mente poderia criar um outro mundo.- kael tudo que voce vivel nestes dezoito dias foi so um sonho que sua mente criou ,,- sim disse eu mas foi um sonho de quarenta anos como bem disse voce as pessoas que estao naquele mundo sao as pessoas que eu conheço a familia que eu conheço estao naquele mundo eu nao saberia viver neste mundo o meu planeta se chama terra e e muito diferente daqui,,-ouça kael o mundo que voce conheçeu pode nao existir mais pois no momento em que voce acordou tudo se acabou,- por favor eu quero tentar e eu quero que voce nao me acorde me deixe viver no mundo que eu estiver ok, por favor eu sei que de alguma forma esta fruta me da toda ernegia necessaria para viver dormindo - e verdade disse o druida,,-mas voce morrera normalmente como qualquer um de nos e quando isso acontecer o teu mundo tambem morrera com voce, se e isto mesmo que voce quer eu respeito a sua vontade mas voce tera que falar com sua mae e sua mulher Sara- eu vou falar e elas vao ter que entender. -nao foi facil mas ficou decidido assim mesmo; o druida tinha a tal fruta de Nemeia ele a usava para alertar os aldeoes sobre o perigo de comer tal fruta ,-deitei na rede no mesmo lugar em que estivera dormindo por dezoito dias e agora iria dormir por sei la mais alguns dias ou anos pois o druida nao soube me afirmar pois ele nao iria interfirir como da outra vez.as pessoas se aproximaram de mim assim meio incredulas algumas mormuravam alguma coisa minha mae se aproximou passou a mao em meu rosto e me beijou e depois saiu.- Sara nao veio mas eu entendo ela pois de uma forma ou de outra eu estava trocando ela por outra ,mastiguei um pedaço da fruta e engoli fiquei com um sono tremendo e adormeci quando acordei estava de volta aqui no meu bom e velho planeta terra ainda bem que deu certo. ainda bem para voces que estao lendo este relato agora pois se nao fosse assim voces nao existiriam pois voces sao todos frutos de minha imaginaçao vivem e dormem trabalham sobe o meu comando mental funciona mais ou menos como uma matrix sabe aquele filme que minha mente criou para voces se divertirem assim como muitas outras coisas que eu ja criei para voces. sabe aquele instante que passei no meu mundo verdadeiro todos voces sucumbiram em um sono profundo por um momento voces deixaram de existir e claro voces nao vao se lembram porque minha mente ja colocou tudo em ordem agora continuen vivendo suas vidinhas ate o momento em que toda a anergia da fruta de Nemeia se esgotar pois quando isso acontecer eu morrerei e este mundo tambem.entao aproveitem bem .
    FIM



    (NA VERDADE AQUI EU SO COLOQUEI UM RESUMO DESTE CONTO POIS O ORIGINAL E MUITO MAIS EXTENSO
    E DARIA PAGINAS E PAGINAS DE UM LIVRO NO FUTURO EU PRETENDO SE ARRANJAR UM PATROCIONIO MANDAR PUBLICAR O LIVRO MAS SE ALGUEM TEM INTERESSE EM LER ESTE CONTO NA INTEGRA EU ENVIO POR ARQUIVO ANEXADO EM SEU EMAIL BASTA ME FAZER UMA CONTRIBUIÇAO DE 5,00 CINCO REAIS NESTA CONTA CORRENTE 0624177-8 AGENCIA 0049-3 BRADESCO EM NOME DE NILSON LOPES DA CRUZ DEPOIS E SO ME CONFIRMAR O NUMERO DO DEPOSITO E ENVIAR JUNTO O SEU EMAIL PARA EU TE ENVIAR
    CONFIRME TUDO AQUI NESTE EMAIL NILGADI@POP.COM.BR

    ResponderExcluir
  8. Rode Madalena de Jesuz2:29 PM

    O que uma aeronave estava fazendo na terra no ano 3000 antes de Cristo?(Ezequiel cp. 1-4ao28)... ´Os seres ziguezagueavam como o raio. 15. Ora, enquanto contemplava esses seres vivos, divisei uma roda sobre a terra ao lado de cada um dos quatro. 16.O aspecto e a estrutura dessas rodas eram os de uma gema de Társis. Todas as quatro se assemelhavam, e pareciam construídas uma dentro da outra. 17.Podiam deslocar-se em quatro direções, sem retornar em seus movimentos. 18.Seus aros eram de uma altura assombrosa, guarnecidos de olhos em toda a circunferência. 19.Quando os seres vivos se deslocavam ou se erguiam da terra, locomoviam-se as rodas e se elevavam com eles. 20.Para onde os impulsionava o espírito. iam eles, e as rodas com eles se erguiam, pois o espírito do ser vivo (de igual modo) animava as rodas. 21.Quando caminhavam, elas se moviam; quando paravam, também elas interrompiam o curso; se se erguiam da terra, as rodas do mesmo modo se suspendiam, pois o espírito desses seres vivos estava (também) nas rodas. 22.Pairando acima desses seres, havia algo que se assemelhava a uma cobertura curva, límpida como cristal, estendida sobre suas cabeças. 23.Sob essa cobertura , alongavam-se as suas asas até se tocarem, tendo cada um (sempre) duas que lhe cobriam o corpo. 24.Eu escutava, quando eles caminhavam, o ruído de suas asas, semelhante ao barulho das grandes águas, à voz do Onipotente, um vozerio igual ao de um campo (de batalha). 25.Quando paravam, abaixavam as asas, e fazia-se um ruído acima da cobertura curva que ficava sobre as cabeças. 26.Acima dessa cobertura curva havia uma espécie de trono, semelhante a uma pedra de safira; e, bem no alto dessa espécie de trono, uma silhueta humana. 27.Vi que ela possuía um fulgor vermelho, como se houvesse sido banhada no fogo, desde o que parecia ser a sua cintura, para cima; enquanto que, para baixo, vi algo como fogo que esparzia clarões por todos os lados. 28.Como o arco-íris que aparece nas nuvens em dias de chuva, assim era o resplendor que a envolvia. Era esta visão a imagem da glória do Senhor. `( ---, cp. 10-1ao17) (Reis cp. 2-11) (Êxodo cp. 19-4 ao19, cp13-21, cp. 3-2) (Genesis cp15-17) (Êxodo cp16-15). Alienígenas estão na terra desde Adão e nós provavelmente somos da mesma linhagem porque nós nascemos aqui, mas este não é nosso habitat natural, tirem a vendas dos olhos e vejam ao seu redor, somos os únicos seres que acumulamos coisas sem necessidade real, como se estivéssemos nos preparando para uma longa viagem. E estamos mesmos isso esta no nosso subconsciente no gene humano.
    Mas as possibilidades de uma pessoa comum fazer contato são quase nulas, lembra do monte Sinai? Eles sempre manterão contato com lideres reis e é evidente que hoje o método é o mesmo, só o monte Sinai está mais alto. Mas essa é a lógica de qualquer negociação.
    Todo o nosso conhecimento em saúde, leis, ética etc.. Foram dados por Eles e em troca levavam ouro, prata alimentos, etc.(êxodo cp. 25-2ao30), (reis cp. 8-63), (2cronicas cp7-1ao5), e agora nos dão até tecnologia. Não é o cumulo,..., usar equipamento com tecnologia Allen para tentar descobrir se Eles existem?
    Já houve algumas tentativas de contatos, mas, estamos com a chamada loucura do espaço e nos tornamos muito perigosos, então teremos que ser reeducados curados aqui antes de tudo.
    Na tentativa de resgate mais recente alguns Deles foram introduzidos entre-nos para que crescesse como terráqueo e nos servir de exemplos. Mas houve choque de cultura e tiveram que se ocultar, mas continuam a fazer discretamente uma transfusão de gene.
    Meus irmãos existe um grande dilema a resolver, para que seja aceita a existência de alienígenas temos que admitir a não existência de Deus e isso seria desastroso. Já imaginou o caos que seria se o Papa dissesse em rede mundial que Deus não existe? Então Sr (a) ufólogos, vocês precisa tomar uma decisão dura se quiserem continuar investigando óvnis ou voltem a serem coroinhas, se tiverem sorte podem ate ser Papa e se a sua vocação de ufólogo te acompanhar você será o causador do caos na terra.
    Então vamos aguardar até 2034 e se um antigo povo não sofrer de novo um novo genocídio como em 70, 1200, 1945 a transfusão de gene estará 80% concluída o suficiente para termos entretenimento. A muitos loucos que não sabe que são loucos e reagem agressivamente a tratamentos. Rode Madalena de Jesus (Atos 12-12)

    ResponderExcluir

Cumprimentos

Já existiu um mundo em que, guerras e traições à parte, havia mais honra entre os homens. Havia um código, um sinal universal que garantia a...