Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2014

Para ter segurança

Eu tinha quinze anos.
Mudava de canal freneticamente até ver uma cena que me chamou a atenção. Era sobre um menino que abandonava suas luvas de boxe e, apesar do preconceito, decidia dançar balé. 
Era Billy Elliot, um clássico do cinema gay, e o menino passava o diabo durante o filme inteiro até enfim conquistar a aceitação da sua família.
No fim do filme, eu estava em êxtase. Era uma história de orgulho, da diferença vencendo barreiras, de aceitação. Eu nunca tinha visto aquilo antes.
Quase um abraço em forma de filme, para um garoto que ainda precisava aceitar a própria diferença.
--
O entusiasmo foi tanto que não aguentei ficar em casa. 
Agarrei um livro que eu tinha pego emprestado de uma amiga que morava do outro lado da cidade. Com o filme ainda na cabeça, ia ser bom dar uma volta e pensar na vida.
Nem vi o tempo passar. Acho que carregava comigo a possibilidade de perder a vergonha de quem eu era. Quase chegando na casa da minha amiga, comecei a escutar alguém me chamando.
- E…

Derrubando paredes

Estar inspirado é estar disposto a correr em direção a uma parede de tijolos.

Na falta de inspiração, isso também pode ser feito. Talvez com mais de cautela, talvez com menos velocidade. Talvez procurando uma pedaço de parede que pareça mais fácil de derrubar.

Com inspiração, você pode derrubar uma parede que, sem ela, poderia parecer intransponível.

--

Não que haja garantia dos poderes libertadores de agir inspirado.

Você pode estar inspiradíssimo, alinhado com os seus sonhos mais selvagens, com a fúria de mil rinocerontes em fuga, e dar de cara com a parede de uma forma que te derruba tão feio que a queda parece ser definitiva.

Mas não se derruba uma parede de tijolos com uma pancada só, não tão fácil.

Você pode teimar, e retornar à parede com a cabeça mais dura do mundo, e com a maior violência, só para encontrar uma parede ainda mais resistente do que da última vez.

E então, lágrima nos olhos e sangue escorrendo da tampa da sua cabeça teimosa, corre ainda outra vez em direção à el…