Postagens

Mostrando postagens de Março, 2014

Cadernos

Foi algum tempo atrás.  Eu mal acreditava na sorte que estava tendo naquele momento.

Não é sempre que, no meio da pior semana da sua vida, se topa com um cara daqueles. Muito mais bonito do que os que costumam cruzar o meu caminho.

Veja, eu sou um cara normal. Me cuido na medida do possível mas não sou de dizer não a um pedaço de pudim. Ou de qualquer outro ítem alimentar, mas isso não vem ao caso.

--

Só sei que aquilo parecia um presente.

Aquele peitoral, aqueles braços. Aquela sensação de que ele está ali por falta de uma opção melhor. Aquele corpo, aqueles olhos.

Intimidado sim, mas não derrotado, eu utilizava todos os meus esforços para ser o mais charmoso possível. Não conseguia.

Ele disse que não se importava com meu corpo imperfeito. Eu, tentando acreditar.

--

Sexo casual já não é uma coisa que eu faça com frequência, mas quando faço, o ambiente costuma ser o meu próprio apartamento. Pelo menos se eu for assassinado, encontram o corpo mais fácil.

Mas fomos ao apartamento dele. …