Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2015

Assim tá bom

O Darwin mandou a letra: quem não se adapta fica pra trás.

Algum tempo atrás, algum macaco cabeçudo viu os colegas rabiscarem na parede e teve preguiça de fazer igual.  Ninguém quis dar pra ele por conta disso, e agora o DNA dele ficou perdido pra sempre.

É a lei da natureza. Ou você se adapta, ou morre.

--

“Sabe no eu penso quando eu tô super mal, Flávio?”

Minha amiga perguntou e eu não sabia. Arrisquei:
“Em comida?”
“Em você. Quando eu penso que eu tô mal, que eu não tenho nada de bom na vida, e quero desistir de tudo... eu lembro de você. Sabe, cê passa por cada coisa... e não desiste.”
"Ahn...", pensei um pouco. "Obrigado?"

--

Quando as coisas não vão bem, digamos, no financeiro, o certo é ser um bom cristão e racionalizar que “Pôxa, mas pelo menos eu tenho saúde, tem gente que não tem.”
E se não tiver saúde, pensar “Ah, mas pelo menos eu tenho família, tem gente que não tem.”
E se não tiver família, vai pensar “Pelo menos eu tenho fé.”

Agora, se você está sem …

Um pequeno criminoso

Quando tinha oito anos, eu roubei um carro.

Tá bom, tô exagerando. Quem roubou o carro foi o N, amigo do meu irmão.

O pai do N era policial, e um dos sargentos foi viajar com a família. A casa ia ficar sozinha por alguns dias.

Cidade pequena tem umas coisas meio estranhas. Aparentemente, o pensamento lógico era "Vai viajar? É perigoso deixar a casa sozinha. Bota uma criança pra ficar cuidando!".

O N foi ordenado guardião temporário da casa do sargento. Ele tinha doze anos, e chamou meu irmão e eu para lhe fazermos companhia num sábado à noite.

--

Foi um dia de cometer pecados.

Ousadíssimos, tomamos quase uma lata de cerveja cada um. Remexemos todos os cantos da casa em busca do inesperado. Encontramos uma arma e brincamos de atirar um no outro.

Achamos o esconderijo de Playboys do dono da casa e nos masturbamos. Eles, com a foto clássica da Scheila Carvalho lambendo o próprio peito.

Eu, um pouco menos animado, tentando imaginar como é que ela conseguia fazer aquilo.

--

Pra m…