31.8.16

Especialistas

"Você está muito fraca", disse a doula. "Vou deitar na sua barriga para empurrar com mais força."
"Essa criança está muito magra", disse a avó. "Bota logo na teta."
"Fraldas de plástico? Que horror!", disse o padrinho, ecologista.
"Você precisa deixar a criança mais tempo fora do colo", disse a pedagoga.
"Você precisa trancar bem a porta", disse o especialista em segurança.
"Ele precisa sair mais!", disse a amiga turismóloga.
"Só com protetor solar fator 300!", disse o médico dermatologista.
"E usando óculos de sol", disse o oftalmo.
"Só entra em casa depois de se proteger contra os germes.", disse o comercial de sabonete.
"Escola privada? Você vai mimar demais esse menino", disse a vizinha.
"Pública? Tá certo, um filho traficante vai ter mais estabilidade financeira", disse a prima.
"Bisnaguinha para o lanche, de jeito nenhum!", disse a nutricionista.
"Ele precisa de aulas particulares para se preparar para o vestibular", disse o professor.
"Tá precisando é de uma namoradinha", disse o avô. "Vai acabar sendo viado."
"Mas ele precisa experimentar", disse a sexóloga.
"Tá demorando demais no banho", disse o pai.
"Tem que lavar melhor atrás da orelha", disse a tia.
"Vestido desse jeito, não vai conseguir um emprego", disse a moça da loja.
"Leve ele mais ao teatro, ele precisa de cultura", disse o amigo ator.
"Ele precisa fazer musculação, tá muito magrinho", disse a sobrinha crossfitter.
"Esse menino tá agindo estranho", disse a avó.
"Esse surto está gravíssimo", disse o psiquiatra.
"Ele tá tomando remédios demais", disse o pai.
"Podiam ter escolhido uma roupa melhorzinha para enterrar o garoto", disse o coveiro.
"Você precisa de um ansiolítico, amiga", disse a colega da mãe. "Você está fora de si."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cumprimentos

Já existiu um mundo em que, guerras e traições à parte, havia mais honra entre os homens. Havia um código, um sinal universal que garantia a...