Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2016

Transações Amorosas

Para viver em harmonia com o mundo atual, só é necessário executar dois passos:
1- Cobiçar.
2- Consumir.

Depois, repetir a operação até se sentir vagamente satisfeito.

--

Não é de se surpreender que a ideia de um amor romântico, escolhido a dedo e trazedor de toda a felicidade do mundo tenha vindo de mãos dadas com a ideia do consumo como solução para todos os males.

Escolhemos quem vamos amar como se estivéssemos no shopping: Eu carrego um valor comigo, você me parece ter um valor um pouquinho maior que o meu.

Deixe-me lhe consumir, e eu posso ter valor também.

--

Talvez fosse melhor assumir a negociação de uma vez.
Um casal querendo se aventurar num romance se reuniria friamente para discutir os termos do contrato, cada um com seu advogado:

- O que a sua cliente tem a nos oferecer?
- Acredito que seja o seu cliente que precise fazer a proposta se quiser a parceria da Sra. Ivone. Afinal, ela é uma propriedade de alto valor, com amplo espaço para lazer na área dos peitos, e boas habil…

Fazendo um pouquinho

Amigos, encarem isso como uma bronca. Como uma bronca bem dada, olhando nos olhos de vocês e falando "olha pra mim" quando vocês desviarem o olhar.

O que vocês fazem É BOM.

Você que pinta, que canta, que costura: o que você faz É BOM.

Você pode pintar torto, desafinar e errar o ponto, mas o que você faz É BOM.

--

Por que diabos as pessoas com mais talento são as que mais duvidam de si, e as mais encantadoras as que menos sentem que tem valor?

Não é pra me incluir no grupo dos talentosos e encantadores, mas eu sei o que é se olhar no espelho e se odiar. E não achar que tem nada certo na sua cara, e que nada do que você faz tem valor, e que você é um bosta perto de tanta gente incrível no mundo.

E o mundo é assim mesmo, cheio de gente incrível, talentosa e rica.

E essa gente vai fazer trabalhos melhores que o seu, carreiras mais brilhantes que a sua e parecer mais interessante que você.

E sabem o que isso significa?

Porríssima nenhuma.

Porque ninguém consegue ser perfeito em t…

Plano odontológico

Todos os dias, a formiga acordava com o dia ainda escuro. Batia duas vezes na função soneca, abraçava o travesseiro e criava coragem. Depois, enchia a cara de café, vestia terno e gravata e ia trabalhar. “Sou precavida”, pensava ela enquanto se pendurava no ônibus, “É uma vida sofrida, mas isso ainda vai valer a pena”.
--
Tão incansavelmente quanto, a cigarra passava pela apressada formiga todos os dias. “E aí, workaholic de seis pernas”, gritava, “bora pra um happy hour?” “São seis horas da manhã”, respondia a formiga. Essa atrevida da cigarra ainda ia aprender uma lição. Por mais desanimador que fosse ver folhas e mais folhas se empilhando em sua mesa, a formiga adorava imaginar a sensação de vingança e glória que sentiria quando o inverno chegasse.
--
Mas, por enquanto, ainda era verão. E que verão! Se encontraram novamente. “Tá confortável esse sapato fechado?”, perguntou a cigarra, com deboche. “Vai se foder, cigarra dos infernos”, disse a formiga. “Você é tão chata que apelidaram a cantora…