Postagens

Mostrando postagens de Março, 2016

Queimada

Jogo de queimada.

Dois times. Um de uniforme verde e amarelo, o outro vestindo vermelho.

Os dois atiram a bola com força, tentando derrubar o maior número de adversários possível.

--

A divisão política que temos passado traz uma violência que aparece em embalagens diferentes: do padre que apanha sendo chamado de comunista ao pai de família chamado de alienado por ser conservador, todos tem tentado gritar mais e mais alto, e os rancores parecem irreconciliáveis.

É uma Guerra Fria de baixo orçamento. Uma superpotência arrotando poder e capacidade bélica contra a outra, a errada que tinha que ser detida antes de que o estrago (do comunismo ateu ou do capitalismo opressor) fosse grande demais.

Os dois lados com poder, os dois lados com raiva e - o sentimento esquecido - os dois lados morrendo de medo.

Medo de perder a relevância, medo que o inimigo vencesse e lhe arrancasse a certeza de estar certo, de ser bom, de ter valor.

--

É o mecanismo da Maldade Atribuída: quando uma pessoa está in…

A prisão do Homem Banana

Imagem
Sobre brigas políticas, presidentes na prisão e pra quem pensa que a política do Brasil é maluca, uma história do Zimbábue:

Em 1936, nasceu na então Rodésia do Sul um homem chamado Canaan Banana, e não, seu nome não era uma homenagem à Terra Prometida do Planeta dos Macacos.

Banana cresceu e virou um pastor metodista, que estudou nos Estados Unidos quando jovem e voltou para África como responsável religioso pela Universidade do Zimbábue.

Super envolvido com política, Banana era um homem do povo com um quê conservador. Como religioso, chegou a publicar um livro chamado "O Evangelho de Acordo com o Gueto". Foi preso meia dúzia de vezes, como todo bom ativista.

Um revolucionário, um escritor, um homem do povão. Uma mistura de Criolo com Padre Fábio de Mello.

--

Num zimbábue dividido, seu maior feito foi unir os dois maiores grupos de guerrilheiros pela Independência, formando um partido político que mais tarde lhe daria o cargo e a honra de ser o primeiro presidente do recém-c…

Com defeitos, com orgulho

Eu sou vaidoso.
Tiro quarenta fotos antes de achar uma boa o suficiente para passar pelo software de edição, e quarenta fotos passam pelos meus ajustes antes que eu ache uma delas boa o suficiente para ser compartilhada.
Odeio me sentir feio, odeio os óculos que carrego no nariz porque o olho não aceita mais as lentes de contato.
Odeio quando tiram fotos de mim e me revelo torto, pescoçudo, fora de esquadro. Odeio perder o controle da imagem que eu tenho de mim, mesmo que essa imagem seja bem distante da realidade.

--

É difícil conviver comigo.
Mesmo que minha opinião sobre um assunto não seja tão forte assim, eu tendo a defender tudo com tanta força que eu pareço agressivo. Já tive problemas com pessoas que eu gosto muito por dar a entender que sei mais do que elas.
Aliás, eu tenho essa mania também, de ser especialista em tudo. Não comente nada comigo se não tiver meia hora para me escutar engrossar a voz, fazer pose e dar uma pequena palestra - normalmente mal informada - sobre o a…