Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

Cabeças

Muito tempo atrás, as pessoas eram livres.
A cada dia se acordava numa cabeça diferente.

Quem estava no corpo de uma senhora de cara fechada em uma noite, abria os olhos no corpo de um menino sapeca no dia seguinte.
Quem era um adolescente irresponsável num dia, acordava no seguinte no papel de um pai de família que batalhava para sustentar os filhos.

Nessa impermanência, todos se entendiam. Todos pelo menos tentavam respeitar o próximo, pois no próximo dia o próximo podia ser ele.
Ninguém fazia mal de propósito, sob o risco de acordar naquele corpo na manhã seguinte e ter que aguentar o sofrimento que causou.

Quando a dor inevitavelmente vinha, todos entendiam muito bem que o sofrimento era passageiro. Amanhã, querendo ou não, você seria outro.

--

O ser humano não sabe lidar com a sorte. Sempre acha que os dados estão viciados a seu desfavor.

Alguns começavam a se ressentir.
"Há muito tempo eu não acordo rico. Não é justo. Há meses não sinto o gosto de um caviar."
ou
"…

Nada é tanto assim

Vamos lá, umas perguntas e respostas sobre felicidade pra economizar na terapia:
"Por que eu capricho tanto nas coisas que eu faço e nada dá certo?"
Primeiro, certeza que um monte de coisa já deve ter dado certo na sua vida. Segundo, porque esforço não é garantia de sucesso. Infelizmente, muita coisa na vida é sorte.
"Mas então não adianta me esforçar em nada?"
Fica um tempo sem se esforçar pra nada pra ver o farrapo que você fica. Ninguém aguenta. Viver é isso, querer dar conta de uma missão grande e errar na maior parte das vezes. De vez em quando você insiste e acerta e isso é muito legal.
"Só vai ser legal quando eu acertar, então?"
Só se você for bobo. Mesmo se você ganhasse um Oscar, pode ter certeza que você ia estar insatisfeito um mês depois. É assim que o nosso cérebro funciona. Não dá pra ganhar um Oscar por mês, então não é muito inteligente depender de conquistas pra ser feliz.
"Como que eu vou ser feliz se não conquistar nada?"
Ô filh…

Expiatório

Ser um homossexual com muitos amigos héteros me botou em uma situação inusitada. Virei um bode expiatório amoroso. 
Com as amigas, qualquer foto junto rende um "Que lindo casal" da tia da menina.
Com os amigos, qualquer foto junto rende um "Fulano é viado, né? Tá sempre com o Flávio...".  Ou ainda uma mensagem com um "Parabéns, Flá, esse barbudo que você tá pegando é bonito!"
Sorte que eu não tenho muitas fotos com o meu cachorro.
--
Também tenho talento pra ser usado como desculpa, seja para quem for.
"Meu ex viu minhas fotos contigo, aí falei que tava te pegando mesmo, pra ele ficar com ciúme." ou "Flávio, falei pra sua mãe que vou passar a semana na sua casa, mas na verdade eu vou fazer um aborto na Venezuela, tá? Se ela ligar você confirma, beijo!" ou "Flávio, você se importa de fazer um atestado dizendo que eu não posso trabalhar nunca mais mas preciso receber porque tô muito deprimido?" ou "Se fulano ligar, você d…