Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2016

Calças

Quanto mais velho eu fico, mais eu preciso me esforçar pra usar calça.
Quando eu era adolescente, eu me recusava a usar bermuda. Era calça jeans o tempo todo, até pra ir na calçada levar o lixo.
Agora tá mais difícil. 
Como o código de ética da psicologia impede que eu pratique minha profissão e o nudismo ao mesmo tempo, eu fico horas demais por dia de calça, sapato, cinta, camisa social, aquele monte de botão... Isso cansa.
Ainda mais com essas calças moderninhas que agarram forte na canela e você fica parecendo um burrito enrolado em papel alumínio.

--
Tinha aquela brincadeira de guri que alguém gritava "com calça" ou "sem calça", no final de cada frase de uma música, cês lembram? Era tipo: Caía a tarde como um viaduto
COM CALÇA
E um bêbado trajando luto
SEM CALÇA
Me lembrou Carlitos
COM CALÇA
Eu tô com o bêbado.
--
Agora eu aprendi a usar o desconforto ao meu favor. Fico cultivando o incômodo da roupa apertando o corpo até o dia terminar. Aí a parte mais feliz d…

Por amor

Surpresa: o Trump venceu.

E tá o mundo inteiro com as mãos na cabeça pensando "Puta que pariu, sério isso?".

Estamos decepcionados.

--

Os tempos tem sido difíceis pra quem acredita na igualdade.
Temer, Crivella, Trump e companhia estão fazendo brincando de cirandinha ao nosso redor e cantando vitória.

O poder voltou às suas velhas mãos.

Mas, amigos, é hora de se acostumar com a decepção. É ingenuidade achar que os avanços do mundo duram para sempre.

Infelizmente, o poder sempre foi egoísta, misógino e violento.
Não há nada de novo debaixo do Sol.

--

A gente, quando luta por igualdade e paz, é porque já sofreu nas mãos desse poder e não quer que tudo continue assim, perpetuando sofrimento.

Até tivemos nossas pequenas glórias: os homossexuais já estão sendo mais tolerados, a discussão racial nunca esteve tanto em pauta, conseguimos eleger governos com uma visão social maior em vários países...

Quando alguém está no poder e olha para o nosso lado, é fácil cair na ilusão de que …

Badoo

"Flávio, sabe onde eu te vi outro dia?" - Minha amiga perguntou. Gelei. Os lugares que eu frequento são quase tão comprometedores quanto o meu histórico de buscas no Google. Pensa aí num lugar equivalente a pesquisar por "pra onde uma espinha vai quando ela explode pra dentro" e você vai ter uma ideia de onde eu costumo ir. Mas era um lugar pior do que eu poderia imaginar. "No Badoo! Meu vizinho falou que lá era bom pra conhecer gente, eu baixei, e apareceu você lá!" -- Pra quem não sabe, o Badoo é o umbral dos solteiros. Dá pra classificar as pessoas pelos aplicativos que elas usam pra conhecer gente. Se ela tá mais de boa, e quer achar alguém que tem carro, vai de Happn.
Se tá mais no aperto, mas exige um choppinho antes do abate, Tinder. Agora, se você tá sem luz no fim do túnel, matando cachorro a abraço e chamando a Sônia Abrão de meu louro, você instala o Badoo. -- Eu nem sabia que eu tinha uma conta nesse inferno de site. Entrei lá, tentei excluir …