21.5.07

Vocacional

(o texto a seguir me deixa tão desconfortável quanto uma moça que vai numa consulta ginecológica e descobre que o seu médico vai usá-la como material didático para sessenta jovens estudantes de medicina - e a moça tem certeza que os estudantes vão achar a vagina dela muito, muito estranha)

Todo artista deveria fazer o que sente. Se cantor, cantar o que sente. Se pintor, expressar o sentimento mais forte em cada tela. Escrevendo crônicas ou contos, como eu faço lá de vez em quando, nem sempre isso acontece. Não dá pra sentir tanta coisa pra acompanhar o ritmo em que eu gostaria de escrever, ou fazer qualquer outra coisa.

O problema maior é que eu exijo muito de mim. Faz quase um ano que eu faço terapia e eu ainda não aceito muito bem a idéia de não ser perfeito em tudo, ou de nem todo mundo gostar de mim – e tem muita gente não gosta, mas pelo menos agora tentar mudar a opinião dessas pessoas não é o pensamento mais corrente na minha cabeça. Sabem aquela música do Kid Abelha, que diz “eu sei de quase tudo um pouco, e quase tudo mal”? Diz mais do que eu poderia dizer em muitas outras linhas. A Paula Toller cantou o que eu sinto e não tenho capacidade de descrever.

A mesma música continua “eu tenho pressa e tanta coisa me interessa, mas nada tanto assim”. Maldito espelho que me dá vontade de quebrar em pedacinhos. Pra me refletir tal e qual, eu só mudaria pra “tudo tanto assim”. Isso que tem me amarrado e me proibido de escrever o quanto eu queria, ou pelo menos na qualidade que eu desejo.

Porra de mania que é procurar a perfeição. De tanto procurar ser perfeito, me tornei um bosta até na única coisa que eu sei fazer não tão mal: escrever. Tudo me interessa, tudo me deixa curioso, tudo me parece um caminho. E escolher uma coisa, querendo ou não, significa quebrar mil outras vontades e outros possíveis caminhos.

E, pra deixar tudo ainda pior, agora eu preciso escolher alguma coisa. Alguma coisa, não qualquer coisinha tipo ir no mercado e tentar escolher entre Negresco e Trakinas, mas uma escolha que vai afetar o resto da minha vida. Não que eu não saiba do que eu goste, mas “tanta coisa me interessa”.

Agora eu tenho dezessete anos, estou desempregado, brigado com boa parte da família, com as piores notas da minha vida, completamente indeciso quanto ao futuro, sem um tostão no bolso e com o cabelo torto porque eu mesmo cortei por falta de dinheiro. Toda vez que eu quebro a cara parece que cai uma calota de ingenuidade da minha cara. E aí passa uma semana, eu faço mais alguma asneira e percebo que sou muito mais ingênuo do que pareço. E repete-se o ciclo mil vezes, seja em alguma esperança que deu errado ou numa coisa pequena, como reler algum texto aqui do blog e perceber que minhas palavras andam bem longe do que eu quero mesmo dizer.

Eu li em algum lugar, faz pouco tempo, alguém indicando o blog de um menino de dezoito anos e dizendo que fazia aquilo porque o dono do blog era inteligente, e que pessoas inteligentes de dezoito anos são difíceis de encontrar. Eu admiro qualquer pessoa inteligente, queria muito ser desse jeito, pra alguém apontar pra mim e dizer “esse tem dezessete e é inteligente, vejam!”, e não tão terrivelmente comum, mas espero que isso mude um pouco com o tempo.

Desculpem se não fiz um texto que te faça rir, ou pensar, ou coçar a cabeça e dizer que não entendeu – quer dizer, talvez essa última opção aconteça – mas como eu não ando com o cérebro em condições de escrever algo mais apropriado ao estilo do blog, esse status típico de blog de uma patricinha de treze anos já serve pra alimentar o mês e o arquivo aqui ao lado não ficar faltando um mês. Mania de deixar tudo perfeito, mesmo pra tentar falar de quase tudo um pouco, e sair quase tudo mal.

24 comentários:

  1. Sabe qual é a pena?? É que santo de casa só faz vinagre... Falei tanto e tanto e tanto, publicamente, no meu blog lido e relido por oito pessoas, que você é o rapaz de 17 anos MAIS INTELIGENTE que eu conheço...(E falo isso desde que você era só o rapaz de 14 anos mais inteligente que eu conheci...) Mas eu sou só muito pouco para o tudo que você merece... E, falei tanto e tanto e tanto que, acredite você ou não, tudo isso FAZ PARTE DO AMADURECIMENTO E VAI PASSAR!!! Chega de escrever. Vai virar post, não comentário. e, para mim, você é perfeito sim...Pena que não baste...

    ResponderExcluir
  2. cara o sonho dos anões te afeto mesmo hein? ;o
    calma Fláááááá!

    são só anões!
    KOAPKDPÁSKFPÁKSOFPKSAP
    eu sei o que é isso ;T

    beijo me liga
    KAOPSKFÁSKFOPAKSP´FKAS
    :*

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre achei teus textos bons, até os que eu não conseguia entender. E essa busca pela perfeição realmente é um problema, pelo simples fato de que não existe um ser humano perfeito, e isso pode acabar te consumindo.

    Faça uma coisa: Escreva, escreva, escreva. Bastante. E dvirta-se com isso.

    ResponderExcluir
  4. Oi Flávio, a gente não se "conhece" mas se "lê" e seu texto atual é interessante. Agora sim é VOCÊ aí nas palavras. Fico mais tranquilo sabendo que existem pessoas no mundo que, como eu, vivem altos e baixos. Pessoas que são "eticéteras" e que não estacionam por qualquer motivo. Gente que quer ser mais a cada dia. O que li me lembrou Schopenhauer e os seus impulsos. Somos pêndulos e isso não deve ser tão ruim assim. Agora sim posso dizer "prazer em conhecer"! Abçs.

    ResponderExcluir
  5. Putz Flavinho, sabe que me identifiquei bastante??
    Não tenho senso de perfeição, mas nunca consigo escrever o que realmente gostaria, o que sinto, tenho medo de me expor, ou quando quero falar, nao consigo expressar direito.
    Tb tenho problemas com solidão, desemprego, falta de dinheiro e ingenuidade.
    ah, é isso.
    Bjo!

    ResponderExcluir
  6. Flávio, o mundo tem seis bilhões de pessoas, quantas vão ter que te dizer que você é inteligente até você acreditar?
    [mode bitter off]

    E dos seis bilhões de pessoas que habitam esse planeta, quantas fazem o que gostariam? Quero dizer, a maioria quer é ganhar na loteria e viver na flauta. Mas como não é assim, tornam-se pessoas amargas e tornam o mundo amargo. Não seja assim. Você é muito bom nessa coisa de escrever. Porra, todos os elogios que já te fizeram aqui até hoje não te convencem?
    [/mode bitter]

    Continua fazendo o que você gosta. Se não der certo no final, eu encho a cara com você. Não vai melhorar em nada, mas você vai me ver bêbada pela primeira vez.

    E mais, se ontem você era ingênuo, hoje você foi maduro o suficiente para reconhecer isso. Acontece comigo também de não gostar do que escrevo depois que releio. Mas esse senso crítico não é sinal de que algo mudou para melhor?

    Ok, eu já fui brega demais e tô com vontade de apagar tudo isso, mas se você pode se sentir desconfortável por escrever um texto e achar estranho, eu também posso.

    Beijos, se cuida!

    (Desculpa os acessos de amargura, mas eu estou fazendo algo que não gosto, tipo, lavar vidraria de laboratório)

    ResponderExcluir
  7. eu gosto de você x)

    ResponderExcluir
  8. Anônimo4:27 PM

    vc tem 17 anos...eu tbm ja tive 17 anos (a muitos anos atras).
    Sabe qdo vc atravessa a rua sozinho pela primeira vez, fica com medo de atravessar , olha pros lados umas 50 vezes e atravessa correndo e fica feliz da vida qdo chega do outro lado? ter 17 anos é quase isso, a cada dia uma rua nova pra atravessar...e cada dia vc pode atravessar de um jeito diferente...direitinho na faixa...fora da faixa...correndo...sem prestar atenção...mas o que imorta é chegar do outro lado...

    Deu pra captar o que eu quiz dizer???

    Eu adoro seus textos! Continue escrevendo! Quando vc tiver uns 37 vai ter saudades do 17! Beijos

    ResponderExcluir
  9. adorei o q a Mnq escreveu, apoiada.

    ResponderExcluir
  10. talvez essa seja uma boa hora pra falar que isso aqui tá nos meus favoritos e sempre venho por aqui para ler seus textos.



    e bem. eu te acho inteligente ;]

    ResponderExcluir
  11. Desculpe informá-lo, mas a tendência é que a gente fique mais velho e isso piore. Mas no meio dessas crises, acontecem bons momentos. É isso que compensa viver.

    ResponderExcluir
  12. Nossa! Essas três linhas da ariett foram extremamente sábias. Achei foda!

    ResponderExcluir
  13. ana elisa4:10 PM

    Bom...eu fiz 16 no dia 10
    nao sei bem o que isso tem a ver
    masssssss
    a vida é assim...eu descobri
    recentemenete que td na vida
    é em ciclos,começa um termina o otro!
    td passa por fases
    e essa crise de identidade
    ou sei lá o que,passa logo!
    é soh nao se deprimir(mto)
    =*

    ResponderExcluir
  14. Regina8:46 PM

    Flavio:

    Quando eu li os seus textos na minha primeira visita, pensei: "Esse cara escreve bem pra caramba!" Li todos os arquivos, achando que vc era um autor publicadissimo, experiente, capaz de entrar na pele de outras pessoas, vive-las. E tudo isso sem saber a sua idade. So fui ler sobre vc quando ja estava de saida e quase cai pra tras! Se vc escreve assim com 17 anos nao consigo nem imaginar o que vc vai estar escrevendo quando tiver 40!

    Vc esta nos meus favoritos, por favor nao pare de escrever, vc tem muito a dizer e merece ser lido e relido varias vezes.

    Sou uma avida leitora de 54 anos, moro na Franca, meu teclado nao tem acentos e eu raramente comento nos blogs. Mas tinha que te dizer isso.

    Um beijo, e, como ja disseram, isso passa.

    ResponderExcluir
  15. Hei, cadê o próximo texto hein?! Já tô sentindo falta! Ou vc acha que não é meu "vizinho" lá no AP 502!? Abçs.

    ResponderExcluir
  16. Você é o garoto de dezessete anos mais inteligente que eu conheço, e isso é difícil de encontar. E tem um senso de humor maravilhoso, dono de sacadas geniais e lindo (quer coisa melhor do que ser bonito e inteligente?). Eu queria escrever tão bem quanto você.

    Não vou te dizer "pare de exigir tanto de si mesmo" porque eu faço isso há 23 anos e ainda não consegui parar. Por isso meta a cara na parede quantas vezes for preciso, mas não deixe isso te machucar tanto a ponto de te fazer desistir (que frase de livro de auto-ajuda...).

    ResponderExcluir
  17. Vim aqui hoje só pra pegar teu email pra te fazer um convite e acabei lendo esse último post por acaso. Fui eu que apontei o outro e ironicamente também apontei você pra outros, então nunca se sabe.
    De qualquer forma, gostaria muito de te ajudar com uma filosofia de vida que vem me perseguindo pelos anos: "A tendência é piorar".

    ResponderExcluir
  18. Moço, gostei tanto do texto! De verdade! Parece as coisas que eu escrevia quando tinha sua idade e que continuo escrevendo, agora com 21!
    Acredito q o perfeccionismo é bom até certo ponto. Nada de sobra é lucrativo, certo??
    Mas qto à sua inteligência, não há quem questione meu irmão!
    Delicia te texto resmungão!!

    Grande abraço! Eu queria ter um irmão mais novo feito tu! XD

    ResponderExcluir
  19. mesmo que faça tempo, aquilo que eu te disse um dia há anos atras ainda vale:estou contigo pro que der e vier, me procura se precisar de qualquer coisa, QUALQUER mesmo!

    ResponderExcluir
  20. maray3:47 PM

    Idade passa. Sexo pode ser modificado. Agora escrever bem é coisa que não passa. Já as pessoas gostarem da gente é um problema, concordo. É um puta esforço pra mim também.
    E perfeição, ah, isso deixei de perseguir faz tempo. Quando descobri que o que era perfeito pra mim às vezes era um lixo pro outro. E aí bateu incerteza. E eu desisti de correr atrás. E relaxei.
    E foi só então que um ou outro me elogiou.
    Esse mundo é muito esquisito.

    ResponderExcluir
  21. Anelita10:44 AM

    Oi vida! Acho q nunca te falei isso, mas eu tbm jah li tds os seus arquivos. Agora lembrei, te conheci pq comentei no seu blog te elogiando, há dois anos, coisa q continuo fazendo até hj. E acredite Flávio, se vc fosse eu um bosta eu seria umas das primeiras a te dizer isso. Eu te entendo, eu te admiro, eu te respeito e te amo!


    o finalzinho ficou meloso neh, mas como eu não posso demostrar afeto de outra forma, preciso dizer.

    =**

    ResponderExcluir
  22. Anônimo8:47 PM

    Minha Rainha Pomba Gira Maria Padilha das Sete Encruzilhadas vá até ONDE ESTIVER (l) e faça com que ele não descanse enquanto não falar comigo, que assim seja, pelos poderes da terra, pela presença do fogo, pela inspiração do ar, pelas virtudes da água, invoco as Treze Almas Benditas pela força dos corações sagrados e das lágrimas derramadas por amor, para que se dirija até onde está neste momento (l)e traga o seu espírito até mim, amarrando-o definitivamente ao meu. Que seu espírito se banhe na essência do meu amor e me devolva o amor em dobro. Que (l). jamais deseje outra mulher e que tenha olhos só pra mim... E que assim seja!

    SALVE POMBA GIRA MARIA PADILHA RAINHA DAS SETE ENCRUZILHADAS! TE PEÇO!
    ASSIM: AGORA GIRA, VAI MULHER GIRAR AO MEU FAVOR TRAZENDO (l) PARA mim, PEDINDO ASSIM... Ar move, fogo transforma, Ar move, Fogo transforma, Água forma, Terra cura, E a Roda vai girando, vai girando, E a Roda vai girando, vai trazer (l)de volta o mais rápido possível para perto de mim, q não queira a outra mulher, que sinta-se bem só ao meu lado. Que ele sinta a minha falta e venha ao meu encontro e me peça para que eu nunca o abandone. Que (l)sinta tesão somente por mim e não consiga mais parar de pensar em nós dois eu e ele, g (l) juntos. Assim seja e assim será. Salve Pomba Gira! Salve SETE SAIAS! Salve suas irmãs, Maria Mulambo, Maria Padilha, Arrepiada, e todas as outras da falange! Salve SETE SAIAS! Minha boa amiga, mulher de 7 exus, defensora das mulheres! Salve SETE SAIAS! Minha boa e gloriosa princesa! Conheço a tua força e o teu poder, te peço que atenda o seguinte pedido: que l) não durma se não tiver a certeza que estamos juntos; Que o corpo de (l) queime de desejo por MIM; Que o desejo de (l) por mim o deixe cego para outras mulheres, que elas não consigam mais vê-lo como homem; Que OUTRAS mulheres nunca consigam fazer com que (l) sinta desejos para com elas e, prazer, somente EU terei esse poder; Que (l) DEIXE de vez de amar, beijar e abraçar QUALQUER mulher e Me assuma em seu coração. Afaste dele as OUTRAS mulheres, que elas não o desejem mais também. Que (l) me procure a todo instante, HOJE, AGORA, desejando estar ao meu lado, QUE ESTEJA COM SAUDADES, que (l) sempre tenha a minha imagem em seu pensamento em todos os momentos DO SEU DIA. AGORA, COM QUEM ESTIVER, ONDE ESTIVER você (l) Irá PARAR PORQUE O seu PENSAMENTO ESTARÁ EM MIM. Ao deitar, ao acordar, que tenha sonhos comigo fazendo assim com que me ame a cada dia mais, SE TIVER DORMINDO QUE ACORDE COM SAUDADES DE MIM. Que sinta prazer somente EM ouvir a minha voz. Faça (l) sentir por mim um desejo fora do normal como nunca sentiu por NENHUMA OUTRA e nunca sentirá. Salve SETE SAIAS! Minha boa e gloriosa princesa pelos 7 exus que acompanham seus passos, rogo e suplico que amarre (l) nos 7 nós de suas saias e nos 7 guizos de sua roupa para mim. Agradeço por estar trabalhando a meu favor. Vou divulgar SEU nome em troca deste pedido de trazer (l) HOJE E SEMPRE COMIGO, para que ele se torne meu e largue a outra prá sempre e ficar só comigo e ainda hoje pense em mim e me ligue e retorne logo, pois não conseguirá ficar longe de mim, pois terá medo de me perder, que venha dizendo que me quer sempre junto dele.
    Assim seja e assim será! E assim está feito!

    ResponderExcluir
  23. "Agora eu tenho dezessete anos, estou desempregado, brigado com boa parte da família, com as piores notas da minha vida, completamente indeciso quanto ao futuro, sem um tostão no bolso e com o cabelo torto porque eu mesmo cortei por falta de dinheiro."
    Pô, Flávio, tirando o cabelo cortado e trocando os seus 17 pelos meus 18, estamos por aí no mesmo barco. Bom ler seu blogue, cara; vocÊ TEM A MÃO PRA DEIXAR A ESCRITA LEVE, MAS NÃO SUPERFICIAL E, RS, A ANGÚSTIA PRA QUE OS TEXTOS FIQUEM ASSIM É CONSTANTE. Bosta...apertei o botão ali sem querer, ficaram maiúsculas...
    Mas, então, cara, continue a escrever; faz o que você ama. Pode parecer bobo dizer isso neste mundo, mas não é (pelo menos é o que insisto em achar).
    Beijocas
    ps:você é inteligente, e sabe disso (porque é inteligente, rs), só é inseguro, como eu. :*

    ResponderExcluir
  24. Anônimo12:55 AM

    O autor do texto possui uma inteligência e arte de expressão incomum!

    ResponderExcluir

Encontrando caminhos

Ele era uma constante distante nas sessões da minha paciente. Quer dizer, ele sempre aparecia nos fundos de alguma história, ou como motivaç...