21.4.09

Passou

Passou batom. Passou rímel. Passou blush.
Passou fome uma semana inteirinha esperando o dia do encontro.
Passou o vestido à ferro ela mesma, com medo que a empregada queimasse.
Passou um café bem forte, sem açúcar, pra agüentar ficar em pé durante o dia.
Passou pela farmácia e comprou camisinha, só pra garantir.
Passou raiva quando o flanelinha na frente da farmácia a chamou de tia.
Passou o tempo tentando assar uma torta (que ela só ia olhar, nada de comer). Passou do ponto - de tão distraída, esqueceu do forno.
Passou as obrigações do dia seguinte para uma colega (aquelas colegas que sempre entendem).
Passou a noite inteira sentada, esperando.
A noite passou.
No dia seguinte, passou com o carro por cima do infeliz.
Passou o resto da vida com um sorriso bobo - na cadeia não se passa fome.

5 comentários:

  1. Mas que gostosa essa daí.

    ResponderExcluir
  2. hahaahaha!
    Estou... passado. :P
    Muito bom, Flá! Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Monique7:45 PM

    Cê NUNCA vai perder o jeito, babe! Ficou ótimo! Adorei. =)

    ResponderExcluir
  4. Anônimo2:48 PM

    este blog é um arauto de criatividade.

    ResponderExcluir
  5. anelita3:03 PM

    adoreeeeeeeeeei!!!
    ;*****

    ResponderExcluir

Encontrando caminhos

Ele era uma constante distante nas sessões da minha paciente. Quer dizer, ele sempre aparecia nos fundos de alguma história, ou como motivaç...